365 Algarve

Every day counts

02 de março de 2018 . Loulé

Os Sons do destino

Evento inserido no "33.º Festival Internacional de Música do Algarve (FIMA)” 

 

Concerto de Abertura com Orquestra Clássica do Sul
Soprano: Elisabete Matos (Portugal) e Maestro: Rui Pinheiro

 

Para os amantes do canto lírico, este será um concerto imperdível.
A presença de uma das sopranos portuguesas de maior prestígio internacional – Elisabete Matos, o dramatismo da música de R. Wagner e a veia inspiradora de Tchaikovsky tornam este programa muito especial.
Os Wesendonck Lieder, para além de serem uma obra-prima do repertório vocal, constituem uma declaração de amor de Wagner a Mathilde Wesendonck, sua futura esposa. Esta obra serviu também de 'estudo' para uma das suas mais pungentes óperas – Tristão e Isolda.
Considerada por Tchaikovsky como uma das suas melhores obras, a Quarta Sinfonia com o cognome 'Destino' foi dedicada a Mme. Von Meck, sua 'melhor amiga' e importante mecenas, por quem desenvolveu uma relação platónica quase obsessiva!
Este programa pretende agradar tanto aos aficionados do canto lírico como aos amantes da música sinfónica e promover uma abordagem transversal entre música e poesia.

 

Programa

WAGNER
Abertura de “Os Mestres Cantores de Nuremberga”
Wesendonck Lieder

TCHAIKOVSKY
Sinfonia n.º 4 “Destino”

 

ELISABETE MATOS
Elisabete Matos nasceu em Caldas das Taipas, Portugal. Estudou canto e violino no Conservatório de Música de Braga. Como bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian, mudou-se para Espanha a fim de completar a sua formação com Ángeles Chamorro, Marimí del Pozo, Félix Lavilla e Miguel Zanetti. (…)
Para além dos teatros líricos, Elisabete Matos apresenta-se com frequência nas salas de concerto, interpretando habitualmente Lied e concerto sinfónico, num vasto repertório que vai desde Bach até à música contemporânea.

 

RUI PINHEIRO
Rui Pinheiro é Maestro Titular da Orquestra Clássica do Sul desde Janeiro de 2015. Entre 2010 e 2012 foi Maestro Associado da Orquestra Sinfónica de Bournemouth (Reino Unido) onde dirigiu mais de uma vintena de programas, destacando os Hall of Fame e as celebrações do Jubileu da Rainha Elisabeth II. Foi Maestro da Orquestra do Conservatório Nacional de Lisboa (2005 – 2008) e em Londres foi Director Musical do Ensemble Serse, companhia de ópera barroca em instrumentos de época, e fundou o Ensemble Disquiet, dedicado à divulgação da música contemporânea portuguesa (2008–2010).

 

ORQUESTRA CLÁSSICA DO SUL
Fundada em 2002 como Orquestra do Algarve, torna-se Orquestra Clássica do Sul (OCS) em Setembro de 2013, com o objetivo de levar a sua missão às regiões do Algarve, do Alentejo e da Península de Setúbal em Portugal e da Andaluzia em Espanha, oferecendo uma programação diversificada e de elevada qualidade artística.
Composta por músicos de doze nacionalidades diferentes, selecionados em concurso público internacional, a orquestra realiza concertos de música de câmara, ópera, Concertos Promenade (destinados às famílias), concertos ligados a outras expressões artísticas (como jazz, fado, dança, literatura), workshops e masterclasses.

 

https://www.facebook.com/FIMA-215365818903586/

Eventos relacionados

 
imagem

Subscreva a nossa newsletter para receber os eventos do 365Algarve .